como criar um blog de sucesso

Os primeiros passos para construir um blog de sucesso

Já não é de hoje que os blogs são uma febre entre todas as pessoas que gostam de escrever e querem expressar suas opiniões na internet. Mas muita gente tem dificuldades com a parte técnica, seja para registrar um domínio, seja para criar um layout, seja para ganhar dinheiro com os conteúdos que você cria.

Se você quer criar um blog, mas não sabe por onde começar, acompanhe neste post as dicas desde os tipos de blogs que você poderá criar a até mesmo as formas que você pode buscar para ganhar dinheiro com os conteúdos que você cria…

1 – Batizando e registrando o seu blog

Antes de mais nada, ao decidir criar um blog, você já deve ter em mente o assunto irá abordar e, muito possivelmente, já tenha um nome para ele. Caso não tenha, melhor refletir um pouco mais antes de ler essa publicação.

Caso já tenha, você precisará entender que há duas formas de ter seu blog na internet, gratuita ou paga.

A principal diferença da forma gratuita é que você não poderá ter um domínio próprio. Por exemplo, na plataforma WordPress, o endereço de seu blog seria www.nomedoblog.wordpress.com. Além disso, na forma gratuita, não terá acesso a algumas personalizações mais avançadas, como por exemplo, usar layouts personalizados, mas possivelmente você não vai pensar nisso até ter mais experiência e conhecimento das possibilidades. A forma gratuita é uma ótima forma de começar a entender a ferramenta que está usando ou mesmo começar a criar alguns conteúdos. Fique claro que a vantagem em ir direto para a forma paga te ajuda a ganhar relevância nas ferramentas de busca, como o Google.

Já a versão paga, é bom deixar claro que você não irá pagar pela plataforma , mas sim pelo servidor que você for usar para hospedar seu conteúdo. Tendo um servidor próprio, você poderá hospedar seus arquivos do blog, e com isso, terá total autonomia para fazer qualquer personalização que desejar, como, por exemplo, usar um layout personalizado. Além disso, você também terá um domínio próprio, o que demonstra muito mais profissionalismo para o seu blog, como www.nomedoblog.com.br.

Se quer começar a buscar por um servidor e suas características, nesta publicação eu apresento uma lista de servidores. Confira.

2 – Não precisa fazer melhor, somente diferente

Em tempos atuais, é muito difícil que você descubra algum conteúdo inédito ou novo. Aliás, muito possivelmente você vá encontrar milhares de sites que falam do mesmo assunto que você pretende falar, e isso pode até te deixar receoso de continuar com sua ideia ou mesmo derrubar um balde de gelo no seu ânimo para criar o seu próprio blog. O que você precisa entender é que não precisa buscar criar um conteúdo novo ou mesmo um conteúdo melhor do que os que já existem, mas cria-los de forma diferente.

São tantas pessoas no mundo, com tantos gostos e interesses diferentes que, certamente, a forma que você for escrever irá atender a um público que goste de ler seu conteúdo. Você pode falar do seu assunto de forma mais natural, como uma pessoa comum, como um especialista, de forma mais formal, de forma didática ou mesmo de forma técnica. Sempre haverá espaço para conteúdos explicados de formas diferentes.

3 – Coloque seus leitores em um labirinto de seus conteúdos

Conforme você for criando seus conteúdos, suas publicações antigas irão perdendo audiência, com uma queda de tráfego ao longo do tempo. Isso porque os conteúdos mais novos vão ficando na frente e poucos leitores ficam navegando em um site buscando por todos os conteúdos disponíveis. O importante é que você busque sempre trazer suas publicações mais antigas em todos os seus conteúdos mais recentes, citando-os e levando o seu público a navegar pelo seu site, seja incluindo links dentro dos seus textos ou mesmo inserindo um menu para que seu público possa ver tudo o que você já escreveu. Isso gerará mais audiência e engajamento do seu público com o seu conteúdo.

Uma outra forma de trabalhar seus conteúdos antigos é acrescentar uma lista das postagens similares no final do seu post. Com isso, seus clientes irão navegando por diversas páginas de seu blog e se interessando pelos seus conteúdos, o que vai gerar um maior engajamento e, claro, maior relevância do seu blog para ele.

4 – Como estou dirigindo?

Como qualquer empreendimento no mercado digital, você possui uma quantidade de dados enorme para avaliar se seu blog está indo bem ou mal. A simples implementações de ferramentas digitais, como o Google Analytics, pode te dar visões sobre qual postagem está tendo maior quantidade de visitas, quanto tempo o seu público gasta navegando ou mesmo, em qual página as pessoas estão saindo do seu blog.

Isso ajuda a determinar que tipos de ações você deva tomar, como por exemplo, melhorar sua página de cadastro, criar mais conteúdos semelhantes ou mesmo redefinir o layout do seu blog.

Além disso, existem ferramentas que podem te ajudar a medir a performance dos seus concorrentes para te ajudar a ter um comparativo. Dessa forma, você terá uma visão de o quão bem você está indo e qual a distância sua para eles. Isso o ajudará até mesmo a traçar suas metas. Aliás, falando em metas…

5 – Determinar o caminho para o sucesso

Onde você gostaria de chegar? Mesmo como um hobbie, você deve ter em mente o que deseja alcançar com o seu blog. Seja um visitante todos os dias, ou milhares de visitantes ao longo do mês, ter as metas claras irá ajudar você a cumprir com os seus compromissos com o seu blog, como um ritmo de postagens constantes ou a divulgação dele. Ter metas é essencial para o sucesso do seu blog!

6 – Cresça e apareça

Você já deve ter ouvido falar de SEO e de sua importância para o seu blog, entretanto, é importante contar com divulgações além do SEO. Nesse ponto você pode escolher entre meios pagos, meios gratuitos e parcerias com outros blogs.

A primeira, você investe um valor para que seus conteúdos sejam divulgados. Entre as mais populares, existem os anúncios patrocinados do Google ou Facebook. Quanto mais dinheiro você puder investir, mais pessoas irão visitar o seu blog.

Os meios gratuitos dependerá de um esforço maior de sua parte, sendo que você terá que propagar seu conteúdo. Você pode fazer este trabalho no facebook, compartilhando suas postagens com seus seguidores ou amigos, ou em fóruns que abordam o seu tema, como por exemplo, comentários em postagens de outros blogs do mesmo assunto ou em matérias de grandes sites.

No modelo de parcerias, você pode escolher um concorrente ou um outro blog e fazer uma proposta, como por exemplo, pedir para que ele divulgue seu endereço no blog dele enquanto ele divulga o seu endereço no blog dele, ou mesmo, optar por escrever um conteúdo no blog dele e, como contrapartida, adicionar o endereço do seu blog. Por ser um modelo muito pessoal, dependente de negociação, não dá para abordar muito sobre. Isso irá depender muito da proposta que você oferecer e da que aceitarão.

7 – Hora de faturar

Com a proliferação da internet, muitos anunciantes buscam nesse canal divulgar seus produtos e serviços e, assim como foi sugerido a você para divulgar seu blog, muitos pagam para ganhar visibilidade e divulgar seus produtos. O que acontece é que algumas empresas fazem o intermédio nessa divulgação, os chamados Afiliados. Com eles, você passa a exibir banners de outras empresas no seu blog e você ganha dinheiro sempre que o seu leitor clica neste banner ou compra um produto tendo seu blog como intermédio. Isso vai depender do modelo de comissão do programa de afiliados em que você está cadastrado.

Outro modelo para faturar com o seu blog é o contato direto com o anunciante. Digamos que você tem um blog sobre pescaria, e tem muita audiência. Conforme você se torna relevante para pessoas que gostam de pescar, uma empresa pode solicitar que você crie um conteúdo sobre ela que vá influenciar os seus leitores. Nesse caso, trata-se de um post patrocinado e depende muito de negociação. Tem blogueiros, por exemplo, que chega a cobrar 4 mil reais por um único post patrocinado (veja essa matéria do IG). O pacote completo da campanha pode te render bons ganhos.

Claro que rentabilizar o seu blog depende muito de quantas pessoas o visita e o isso vai depender da qualidade e quantidade de publicações que você tem no seu blog, dessa forma, busque sempre ter conteúdos relevantes e de qualidade que o todo mais virá naturalmente.

8 – Por fim…

Claro que nenhuma das dicas mencionadas terão efeito se você não fizer o principal, que é ter sempre conteúdos atualizados, de autoria própria (nada de copiar da internet!) e, claro, de qualidade, que sempre atraia seus leitores à voltar sempre ao seu blog e compartilhar suas matérias!

Espero que as dicas te ajudem a começar e a te trazer sucesso em sua nova jornada! Se quiser saber um pouco mais sobre a plafatorma WordPress, clique aqui. Se quiser mais dicas e sugestões, escreva nos comentários sobre o que gostaria de saber!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *