Escolha pensando no futuro para não ter que mudar tão cedo.

Como escolher uma plataforma de E-mail Marketing

Com tantas o opções com preços diferentes, o que eu preciso analisar em cada proposta que faz com que uma plataforma seja melhor do que outra?

Se você digitar no google a palavra “Plataformas de e-mail marketing”, encontrará diversos resultados para a sua pesquisa, ou seja, existem diversas ferramentas disponíveis que prometem enviar seus e-mails para a sua base de cadastro. Todavia, cabe refletir: Se existe tantas ferramentas, com tantos preços diferentes, qual a diferença entre elas? O que faz com que uma plataforma seja melhor do que a outra e, por este motivo, tenha um abismo de diferença entre elas?

Veja alguns pontos que devem ser consideradas em sua análise ao optar por uma ferramenta de envio e não levar gato por lebre:

1 – IP Dedicado: Sabe quando você empresta seu nome para um parente abrir um crediário, ele deixa de pagar a conta e seu nome vai para o SPC ou Serasa e você encontra enormes barreiras para conseguir abrir um crediário ou solicitar créditos em sua agência bancária?
É praticamente isso o que pode acontecer quando você possui um servidor de e-mails que compartilha seu IP com os demais clientes! Se um desses clientes possui uma má reputação com os servidores de e-mail, ele bloqueia o IP de envio, não o remetente (até porque dá para mudar o remetente das mensagens), e isso impacta na sua performance!
Para isso, é bom avaliar se seu servidor de e-mail fornece o serviço de IP dedicado. Geralmente eles custam um pouco mais caro, por isso, é bom pesquisar e ver se este indicador é realmente relevante para o seu negócio.

2 – Tempo para envio: É bom saber quantos e-mails a ferramenta dispara por hora! Imagina se ela, no plano que você contratou, dispara somente 10 mil e-mails por hora e você possui uma base de 100 mil usuários. Serão 10 horas para realizar os disparos totais de sua base. Isso pode impactar seu desempenho caso você tenha uma ação de tempo limitado. Não é agradável receber um e-mail às 11:55 com uma oferta que valha somente até as 00:00. Avalie este cenário.

3 – Interface: A menos que você tenha uma pessoa especializada para manusear a ferramenta, é bom que ela tenha uma interface de fácil entendimento, até porque, não importa o treinamento que você receba, você não irá guardar todas as informações de imediato e não será bom atrasar a sua campanha porque esta tentando ligar para a equipe de suporte.

4 – Relatórios: A ferramenta te emite os relatórios da forma que você precisa, com os KPI’s necessários e com as devidas fórmulas ou você ainda precisa realizar algum ajuste? Caso a resposta seja a segunda opção, é bom avaliar quanto tempo você irá gastar para realizar estes ajustes, até porque, seu tempo tem um valor e, muitas vezes, a diferença economizada na escolha da ferramenta pode não ter sido tão vantajoso.

5 – Manutenção do banco de dados: Sua ferramenta tem uma tratativa para Hard Bounces? E Soft Bounces? Você consegue importar um grupo de clientes para uma oferta diferenciada? Consegue filtrar um grupo de clientes por domínio, sexo ou idade? Consegue exportar seus clientes para um excel para uma análise manual? Bem, caso alguma dessas opções esteja em seu radar, avalie se suas opções de ferramenta contem isso.

6 – Automação: Antes de contratar a ferramenta, olhe para como você espera que seja o seu envio de e-mails daqui à 2 anos. Se você imaginou uma ferramenta que dispara e-mails automaticamente quando entra um novo usuário na base, que encaminha e-mails de feliz aniversário na data de aniversário do cliente e que manda um outro e-mail nos aniversários de cadastro sem que você precisa tocar, que possua campos dinâmicos para automatizar produtos ou textos para enviar mensagens personalizadas ou mesmo que insere o nome do cliente no subject do e-mail é bom saber se a ferramenta tem suporte à isso. Já falamos da importância de uma boa régua de relacionamento para o faturamento de um e-commerce, então é bom que este planejamento esteja desenhado na aquisição de sua ferramenta.

Por fim, é sempre bom fazer as contas e avaliar em quanto tempo você terá o retorno do investimento na ferramenta.

Por muitas vezes, é sempre bom começar com algo pequeno, mostrar a força do e-mail com ações mais assertivas e negociar um investimento maior. O que importa é iniciar as ações de e-mail, afinal, você sabe que ele é um canal super relevante para o faturamento da empresa, certo?

O que achou? Você possui algum outro indicador para avaliação de escolha de plataforma? Indique nos comentários e eu o inserirei no post com os devidos créditos 😉

Até a próxima! Abraços.

One thought to “Como escolher uma plataforma de E-mail Marketing”

  1. 🙂

    Esta genial tu articulo y hay demasiadas cosas que no sabía que me has aclarado, esta espectacular..
    te quería corresponder el tiempo que dedicaste, con unas infinitas gracias,
    por aconsejar a gente como yo jujuju.

    Adios

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *